Os postais são suporte de um projeto artístico específico. Faço uso dos correios para o envio destes poemas visuais, a uma lista de poetas, historiadores, artistas visuais, jornalistas, professores, instituições e revistas culturais, no Brasil e no exterior. Criando assim uma rede de cumplicidade, onde cada participante toma posse do poema visual recebido. O poema visual como obra de arte integrante de uma renovação contínua do meio cultural em que existe.

Estes poemas visuais estarão expostos no Museu de Arte Contemporânea - MAC / USP - Prédio Bienal - Parque do Ibirapuera - São Paulo, abertura dia 13 de Setembro de 2012 a partir das 14 horas.

Poema Visual - Dor - uso confidencial

Poema Visual - Dor - uso confidencial
Poema Visual enviado em Novembro de 2010

2 comentários:

Renata Gravura disse...

Dores...doem os corpos, doem as almas, doem as lembranças, tudo precisa doer pra gente lembrar das partes que temos!

sonia albuquerque disse...

...mas use com moderação...sonia a.